Ser Empreendedor é Uma Vocação?

Será que ser empreendedor é uma vocação ou é na verdade um processo de aprendizagem. Veja nesta matéria uma ótima discussão sobre esta questão e tire as suas conclusões. Vale a pena conferir!

Ser empreendedor é uma vocação?

Será que ser empreendedor é uma vocação, ou somos levados a empreender pelas circunstâncias e temos que aprender de qualquer forma?

Invariavelmente, em algum momento da vida profissional, mais cedo ou mais tarde, uma grande parcela das pessoas sentirá uma grande vontade de empreender.

Seja dentro da empresa, como funcionário, o que chamamos de intraempreendedor, ou seja, se arriscando um pouco mais e montando um negócio próprio, a vontade de empreender aparece em um determinado momento.

Começa com uma energia boa, que contagia e leva as pessoas à sua volta a apoiarem essa recém descoberta vocação empreendedora.

Ao montar seu próprio negócio a pessoa acaba passando por diversas experiências, algumas muito boas, outras nem tanto, mas todas extremamente válidas.

Ao longo da jornada, sempre fica uma cicatriz, que vai simbolizar sua experiência, sua sabedoria, sua jornada.

Depois torna-se um chamado, uma vocação, onde você sente que precisa dividir com as pessoas suas crenças, habilidades, diferenciais, produtos e serviços. Só entende quem já passou por isso.

É esse sentimento que nos leva a questionar se ser empreendedor é uma vocação, uma tendência que já nasce com cada um de nós. Será que toda pessoa que possui essa vocação acaba entrando para o rol do empresários bem sucedidos?

Os 5 P’s do Empreendedor

Se você já abriu ou está pensando em abrir um negócio próprio, não deixe de levar em consideração os P’s do empreendedor que listamos abaixo.

Você verá que em alguns casos ser empreendedor é uma vocação, mas em outros é possível para a maioria das pessoas, moldarem seu perfil empreendedor.

Curso Google Meu Negócio

1 – Perícia – Saiba o que e como fazer

Você tem experiências anteriores como empreendedor? Já gerenciou pessoas? Sabe delegar? É importante saber pensar estrategicamente além de ser somente um grande executor.

As duas habilidades são muito valiosas, mas sozinhas, sobrevivem por muito pouco tempo.

2 – Planejamento – Tenha sempre um plano de ação

Simule cenários otimistas e pessimistas. Conheça o mercado onde está entrando, seus concorrentes, quantas lojas existem na região onde atuará, etc…

Verifique todos os recursos disponíveis: dinheiro, pessoas, conhecimento, tempo, relacionamento, etc… Dinheiro não é a única variável importante.

Em resumo, faça um plano de negócios para orientar a sua jornada pelo universo do empreendedorismo.

Se é verdade que ser empreendedor é uma vocação, o resultado só aparece se você souber se planejar desde o primeiro momento.

3 – Prudência – Espere pela hora certa de entrar no mercado

Muitas vezes somos obrigados a interromper um projeto em virtude de mudanças conjunturais como política ou economia que oscilaram demasiadamente. Espere.

É comum em alguns casos, termos até redesenhar o negócio para que volte a ser viável.

Tente saber se esse segmento existe em outros estados ou países. Levante informações como quanto tempo durou, se ainda existe, se evoluiu para outro tipo de negócio.

Ser Empreendedor é Uma Vocação?

4 – Paciência – Todo negócio tem seu prazo de maturação. Aceite e respeite isso

Seja paciente. Pesquise quanto tempo as empresas já estabelecidas no mercado demoraram para decolar e quais os principais obstáculos que elas enfrentaram. Assim você pode evitá-los.

Não seja ansioso. A ansiedade está relacionada com insegurança, e se o seu plano de negócios está bem feito, não tem razão para isso. Você tem um plano de negócios, não é?

5 – Perseverança – Insista e persevere. Seja determinado

Nenhum negócio termina na primeira venda mal feita. Muitas vezes nos desiludimos por um grande negócio que não fechamos ou pela demora na construção de uma sólida carteira de clientes.

Esse problema é muito sério, e se serve de consolo, para ser sólida, a carteira deve ser construída cuidadosamente, para que não venha a ruir com a empresa a pleno vapor.

Nada acontece em menos de um ano. Assim, esteja preparado para se motivar por longos 365 dias, pelo menos. A persistência é um dos fatores fundamentais do empreendedorismo.

Ser empreendedor é uma vocação ou então uma modelagem do seu mindset para se tornar um. Se dedicar ao que gostamos de fazer no dia a dia e transformar isso em uma atividade profissional pode ser uma alternativa válida, mas é preciso se cercar de alguns cuidados.

Bem agora é com você: canalize a energia e vá em frente. E claro, tenha cicatrizes! Voltamos ao questionamento inicial: ser empreendedor é uma vocação? Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

Por Alessandro Saade

Artigos Relacionados

4 COMENTÁRIOS

  1. Interessante seus argumentos sobre se ser um empreendedor é uma vocação ou não, wlw pelo seu artigo tem me ajudado muito a me tornar uma pessoa melhor eu tenho um blog sobre o mesmo assunto se possivel faz uma visitinha la.

    • Olá Sergio

      Essa é uma linha seguida por muita gente, mas também existem aqueles que afirmam que o treinamento pode substituir a vocação para ser empreendedor.

  2. Ser empreendedor é uma mistura de vocação, como dito no texto, e muita vontade de aprender e experimentar novas soluções. Parabéns pelo artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Empreendedorismo

Como se tornar um freelancer de sucesso

Como se tornar um freelancer de sucesso e gerar mais negócios Se você quer saber como se tornar um freelancer de sucesso, este artigo é...

Mais Lidos Nesta Seção

Buscar no Site

Últimas Publicações