Veja neste artigo quais são os sete passos para captar recursos e empreender. Levantar recursos para o seu negócio nem sempre é fácil, mas se você estruturar seus passos, isso fica bem mais fácil.
Veja neste artigo quais são os sete passos para captar recursos e empreender. Levantar recursos para o seu negócio nem sempre é fácil, mas se você estruturar seus passos, isso fica bem mais fácil.

Sete passos para captar recursos e empreender

Para muitos empreendedores, o momento de conseguir capital para fazer o negócio avançar é a hora da verdade. Isso porque buscar investidores ou tomar empréstimos requer tempo, preparo e planejamento. Ao longo da minha carreira, várias vezes ouvi de empreendedores boas razões pelas quais precisavam de recursos. Isso ocorre porque raramente os planos funcionam como esperado.

Infelizmente, a maioria dos empreendedores só recorre a um agente financeiro quando esgotou suas possibilidades, já está estressado e com o fluxo de caixa comprometido. Nessas circunstâncias, vai acabar ouvindo um não, ou tendo que aceitar um empréstimo a taxas de juros muito salgadas. Parece crueldade, mas não é. Você arriscaria seu capital numa empresa nessas circunstâncias?

Planejar-se para a captação de recursos, antecipando riscos, é essencial para a saúde do seu negócio e é mais fácil conseguir uma boa linha de crédito quando você tem um saldo positivo no banco, por exemplo. Mas o empreendedor, focado naquilo que sabe e gosta de fazer, costuma deixar em segundo plano os cuidados com esse “pequeno detalhe”. Para o empreendedor ter sucesso na captação de recursos, apresento sete passos.

Nenhum negócio cresce sem dinheiro

O primeiro é o mais óbvio: se você quiser crescer, tenha certeza que vai precisar de recursos de terceiros. Portanto, prepare-se.

Entenda de onde podem vir os recursos

O segundo é tentar compreender as diferentes fontes de recursos existentes. Hoje, além do banco, o mercado oferece fundos de venture capital e privaty equity, além de soluções como o crowdfunding (plataformas de financiamento coletivo) e as doações, que podem ocorrer para projetos que tenham impacto social ou ambiental positivo.

Qual será a melhor alternativa

Sete passos para captar recursos e empreender
Conheça os sete passos para captar recursos e empreender

O terceiro passo é descobrir qual dessas alternativas é a mais adequada. Se você tem uma empresa iniciante, dificilmente receberá investimentos de um fundo que negocia grandes valores.

Existe a opção de convencer centenas de microinvestidores a acreditarem no seu negócio e investirem em você por meio de um site de crowdfunding ou conseguir acessar um investidor anjo disposto a correr o risco e colher frutos com você.

Prepare-se para convencer os outros

Seja qual for a alternativa, o quarto passo é preparar-se para convencer que seu negócio é dinâmico, saudável e tem grandes chances de sucesso. Seja convincente e apresente fatos bem fundamentados que possam comprovar o seu discurso.

Organize-se

Para contar essa história, no quinto passo, você precisará conhecer bem seu modelo de negócio, além de organizar a documentação e informações que qualquer emprestador ou investidor exigirá. É preciso ter fluxo de caixa, balanços e documentos financeiros-contábeis, assim como projeções organizadas.

Seu nome não pode estar sujo na praça e você precisará levantar as certidões negativas que existem. No setor financeiro, credibilidade e argumentos fundamentados em dados consistentes fazem a diferença.

Negociações costumam ser longas

O sexto passo é preparar-se para uma negociação longa. E, se você estiver buscando um investidor, várias decisões difíceis terão que ser tomadas. Por exemplo, qual o valor do negócio e de cada cota?; quais serão as regras da sociedade e as responsabilidades de parte a parte? Tenha sangue frio e seja honesto.

Saiba gerir os recursos

Finalmente, o dinheiro chegou e é preciso saber cuidar muito bem dele. A sétima regra é saber gerir os recursos que tomou. Seja porque precisará pagá-lo com juros ou porque o novo investidor exigirá um negócio em franca expansão. É preciso se esforçar para que o dinheiro novo seja realmente empregado para o negócio deslanchar.

Mantenha-se atualizado sobre essa e outras opções de financiamento do seu negócio, assinando nosso Boletim Informativo.

Por Marco Gorini, econommista e CEO da DIN4MO

Salvar

No votes yet.
Please wait...

DEIXE UMA RESPOSTA