Conheça alguns dos principais mitos sobre lojas virtuais e descubra o que há de verdade sobre o empreendedorismo no comércio eletrônico. É claro que montar um e-commerce é um grande negócio, mas você não deve se iludir com falsas promessas.
Conheça alguns dos principais mitos sobre lojas virtuais e descubra o que há de verdade sobre o empreendedorismo no comércio eletrônico. É claro que montar um e-commerce é um grande negócio, mas você não deve se iludir com falsas promessas.

Mitos sobre lojas virtuais

Volta e meia, alguns mitos sobre lojas virtuais são acidentalmente, ou propositalmente ressuscitados e acabam levando muita gente a se iludir, achando que montar um e-commerce é uma coisa simples e que da noite para o dia ficarão ricos e poderosos.

Em parte, o surgimento desses mitos sobre lojas virtuais tem origem no fato de o que pode parecer fácil a uma primeira vista, pode na verdade esconder alguns detalhes, que para quem não está familiarizado com a tecnologia e as rotinas que envolvem a criação e gerenciamento de um e-commerce, passam desapercebidos.

Não estou dizendo que para montar um e-commerce de sucesso você precise ser um expert em programação ou PHD em gestão de negócios. O que estou querendo mostrar é que não estamos falando apenas de contratar um sistema de e-commerce e inserir os produtos na loja.

Quais são os principais mitos sobre lojas virtuais

Durante meus mais de dez anos de experiência na consultoria sobre comércio eletrônico e cinco como instrutor de novos empreendedores nesta área, colecionei uma série de mitos sobre e-commerce que trouxeram muita decepção para os menos avisados. Vejamos então os mais comuns.

Vou começar a montar a loja agora mesmo

Um dos principais mitos sobre lojas virtuais é que seja um negócio tão simples que você nem precisa planejar nada. É só instalar o sistema e pronto. Tudo correrá Às mil maravilhas e você irá faturar rios de dinheiro com o seu e-commerce.

Mesmo para montar uma pequena loja virtual, é preciso muito planejamento, pois são tantos os aspectos do negócio envolvidos que se você não se organizar, irá se perder.

A loja virtual “gratuita” ou “baratinha”

Os principais mitos sobre lojas virtuais
Os principais mitos sobre lojas virtuais

Posso montar uma loja virtual de graça ou sem gastar quase nada. Vamos lá gente! Você realmente acha que alguém vai dedicar meses criando um sistema de e-commerce e depois vai dá-lo de presente para você?

Bem, se você realmente acredita nisso, é melhor começar a acreditar também em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa.

Você pode sim montar uma loja virtual com muito pouco investimento, como por exemplo, usando uma plataforma de e-commerce alugada. Isso pode ser feito a partir de R$ 120. Mas com o desenvolvimento da loja, terá que investir em uma plataforma mais robusta.

O que você vê por ai sendo anunciado como “loja virtual grátis”, na verdade é um sistema capenga que não lhe dá a base para desenvolver um e-commerce com recursos completos, ou seja uma coisa realmente profissional. Ponha uma coisa na sua cabeça: Não existe nada de graça na Internet, nem mesmo o seu sinal.

Meu sobrinho pode montar a minha loja virtual

Esse é um dos mais antigos mitos sobre lojas virtuais. O sobrinho é o ente nefasto do e-commerce. Todo mundo tem um “sobrinho que mexe com Internet” e alguns acham que ele está capacitado a desenvolver uma loja virtual como a Netshoes, por exemplo.

Não é assim que a coisa funciona. O e-commerce atual está extremamente profissionalizado e não há espaço para o amadorismo. Se o seu sobrinho possui profundos conhecimentos de programação e está comprometido com o seu projeto, ótimo. Se não, procure um bom fornecedor de plataformas de e-commerce e deixe isso com os profissionais.

Vou ganhar montanhas de dinheiro da noite para o dia

Vou montar uma loja virtual e ganhar rios de dinheiro da noite para o dia. Nada mais falso. Montar uma loja virtual é como qualquer outro negócio e por isso exige um prazo de maturação do projeto para começar a dar lucro.

Você terá que percorrer uma curva de aprendizado, tanto da plataforma com a que você irá trabalhar, quanto do público com o qual irá lidar. Além disso, a rotina do dia a dia é uma ótima professora. O prazo de retorno do investimento de uma loja virtual é muito próximo ao de uma loja no mundo físico.

Vou botar um rapazinho da loja para administrar o e-commerce

Sem desmerecer o rapazinho da loja, a não ser que ele tenha feito alguns cursos na área do e-commerce e marketing digital, a coisa não vai funcionar. O comércio eletrônico é uma atividade completamente diferente do varejo físico.

A capacitação de pessoal é um custo que você precisa levar em conta na hora de estruturar o seu projeto, caso contrário, todo o capital investido será desperdiçado por uma administração ineficiente. É como dar uma Ferrari na mão de quem só sabe andar de bicicleta.

Depois da loja criada é só felicidade

Mais um dos mitos sobre lojas virtuais. A instalação e configuração é apenas o primeiro passo de uma operação de e-commerce. Junto com essa etapa você precisará começar também a desenvolver suas estratégias de divulgação da loja virtual, fundamental para que o seu projeto tenha sucesso.

O marketing digital é uma atividade do e-commerce que não para. Ter uma loja virtual sem divulgação é como ter um outdoor no porão. É importante que logo no início do negócio você defina uma estratégia de marketing digital para o e-commerce e aloque também os recursos financeiros para dar sustentação a ela.

Espero não ter decepcionado muita gente derrubando estes mitos sobre lojas virtuais, mas não adianta nada entrar em um negócio com falsas ilusões. O mercado é bem promissor, mas você precisa ser realista. Mantenha-se informado sobre este e outros assuntos relativos ao comércio eletrônico, assinando nosso Boletim Informativo.

Por Alberto Valle, diretor e instrutor do Curso de E-commerce

Conheça o Guia de E-commerce

4.67 avg. rating (89% score) - 3 votes

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA