Quais são as tendências do mercado de decoração de luxo no Brasil. O crescimento da renda do brasileiro vem impulsionando o segmento de artigos de luxo e isso vem se refletindo de forma intensa no segmento de decoração.
Quais são as tendências do mercado de decoração de luxo no Brasil. O crescimento da renda do brasileiro vem impulsionando o segmento de artigos de luxo e isso vem se refletindo de forma intensa no segmento de decoração.

As expectativas do mercado de decoração de luxo no Brasil

No decorrer da última década, o consumo de artigos de luxo no Brasil apresentou importante expansão. Grandes centros como São Paulo, vêm expandindo o espaço voltado para este mercado, com lojas que são consagradas ao redor do mundo.

Christian Dior e muitas outras marcas mundiais de luxo disputam com vigor o mercado brasileiro. O país foi, por exemplo, o primeiro da América do Sul a ter lojas da joalheria Tiffany & Co. E, uma das lojas da Louis Vuitton no país está entre as mais produtivas do mundo.

A expectativa é que o segmento de artigos de luxo continue crescendo nos próximos anos, por conta da ascensão da nova classe média e, principalmente, devido à expansão da camada de maior renda da população.

Segundo pesquisa de mercado realizada pela Euromonitor Internacional, até 2020, o segmento da população brasileira com renda bruta anual acima de US$ 150 mil vai crescer 49,3%, alcançando 1,4 milhão de pessoas.

Eventos prejudicaram o setor este ano

Mercado de Decoração de LuxoNo entanto, por causa dos eventos que aconteceram no país, este ano não foi bom para o mercado brasileiro como um todo, inclusive para o mercado de luxo.

Antônio Carlos Viegas Filho, diretor da rede Moldura Minuto, explica que as quedas nas vendas foram na ordem de 15%%: “Para 2015, esperamos uma adaptação no mercado para retomar os 15% perdidos este ano”, diz.

Outro fator importante neste segmento de artigos de luxo é o perfil do consumidor que, no Brasil, vem apresentando mudanças significativas. Ocorre no país a chamada democratização do luxo, onde não só uma parcela da população consome neste mercado, mas todas as classes criaram seu conceito de luxo.

As facilitações no sistema de crédito e a ascensão da classe média foram os principais fatores para a abrangência do público neste segmento.

O luxo deixou de ser um fator de ostentação, para se tornar uma tendência. Para os empresários do setor, o desafio hoje é perceber que existe o luxo para a classe A, para a classe B e para a classe C.

“Cada classe social possui uma definição, mas é fato que o luxo é visto hoje como um padrão de vida, diferente de outros tempos. Atualmente ele é delicado, refinado e deixou de ser ostensivo”, diz Antônio.

O perfil dos consumidores de artigos de luxo

O perfil dos consumidores deste mercado são em grande maioria leais e, sobretudo, admiradores das marcas que consomem. O luxo não é só um fator para exibir riquezas ou poder aquisitivo, mas um conceito que caracteriza um estilo de vida.

Uma pesquisa realizada pelo Boston Consulting Group, realizada em 2003, apontou que a valorização pessoal do dia a dia e a necessidade de quebra de rotina são os principais fatores que levam à compra de artigos de luxo.

Ciente disso, o mercado aposta na importância de um serviço personalizado, para fidelizar o cliente, atraindo-o não só com o produto, mas com tudo que o cerca e que faz parte da marca.

No caso da Moldura Minuto, empresa pioneira no segmento de emolduramento rápido no Brasil, o diferencial passou a ser justamente o atendimento. O cliente procura a rede buscando obviamente o emolduramento de quadros, mas, sobretudo, também buscando o conceito de decoração da marca.

O atendimento personalizado, com profissionais especializados no segmento, que auxiliam desde orientação sobre as tendências do mercado de decoração à qual o melhor lugar da casa para se montar uma composição de quadros, tornaram a rede referência no setor.

Assim, embora seja um mercado cercado por glamour, é necessário muito trabalho e estratégias sofisticadas para se alcançar bons resultados no segmento de luxo.

“Criar uma identidade da marca a ponto de transformá-la em luxo exige planejamento e diferenciação. Sem sombra de dúvidas, é o conceito que faz com que clientes optem por marcas de alto padrão”, conclui Antônio.

No votes yet.
Please wait...

DEIXE UMA RESPOSTA