Veja nesta matéria quais são os custos ocultos de uma franquia e como deixar isso bem claro na hora de fazer uma avaliação sobre a aquisição do negócio. Nem sempre o que parece ser a melhor oportunidade do mundo, resiste a uma análise detalhada de custos.
Veja nesta matéria quais são os custos ocultos de uma franquia e como deixar isso bem claro na hora de fazer uma avaliação sobre a aquisição do negócio. Nem sempre o que parece ser a melhor oportunidade do mundo, resiste a uma análise detalhada de custos.

Quais os custos ocultos de uma franquia?

Uma das principais preocupações dos empreendedores que buscam por uma opção de franquia é determinar de antemão quais serão os custos envolvidos na empreitada.

Em muitos casos estes custos não são bem explicitados quando estamos analisando a viabilidade ou não de se montar o negócio, o que deixa muita gente assustada, ou então, por que não dizer iludida com a proposta.

A boa notícia é que estes custos de nada diferem dos que você incorreria se fosse montar um negócio fora do modelo de franchising. De qualquer forma, é extremamente importante você conhecê-los para não acabar comprando gato por lebre.

Taxas cobradas pela franquia

O primeiro dos nossos custos ocultos de uma franquia, ironicamente são as próprias taxas cobradas pela franquia, que nem sempre estão muito claras na hora em que você é apresentado ao negócio. Para não entrar em uma fria, pesquise e questione o franqueador o quanto for necessário para saber exatamente as variáveis de custo da aquisição da franquia.

    Saiba mais detalhes lendo o artigo As Taxas Cobradas Em Uma Franquia

Custo de aquisição ou locação do ponto comercial

A primeira preocupação que você deve ter em relação aos custos ocultos de uma franquia é em relação às despesas com o ponto comercial, seja ele próprio ou alugado. Principalmente nos shopping centers, algumas vezes o aluguel é calculado sobre o faturamento da loja, sendo garantido um mínimo para o locador.

Além desta despesa você terá também os custos de condomínio, IPTU, taxa de incêndio, taxas referentes à regularização do negócio, como alvará e outras, além de outras despesas como seguros e outras que são necessárias para manutenção da sua franquia.

No caso dos shoppings você também deverá se informar sobre os valores do 13º aluguel e taxas cobradas em datas comemorativas como Dia das Mães, Natal e outras. Procure saber também de que forma essas taxas são cobradas para poder estruturar seu fluxo de caixa para se adequar a essas obrigações.

    Não deixe de ler o artigo Como Escolher Um Ponto Comercial Para Sua Franquia

Custos administrativos

Em alguns modelos de negócio somos obrigados a montar um back office violento para cuidar das questões burocráticas envolvidas no negócio. Isso exigirá um investimento em espaço, pessoas e equipamentos, que precisam ser igualmente avaliados.

Além dessa questão administrativa, você também irá precisar pagar despachantes, advogados e um contador para cuidar das suas contas e tributos. esse é outro dos custos ocultos de uma franquia que muita gente esquece de avaliar.

Equipamentos e sistemas gerenciais

Quais os custos ocultos de uma franquia?
Quais os custos ocultos de uma franquia?

Em um ambiente negocial cada vez mais conectado, você certamente precisará adquirir licenças de softwares de gestão, que em muitos casos além do valor inicial de aquisição, cobram também um valor mensal para atualização e manutenção do sistema.

Além deste custo, se você for trabalhar com cartões de crédito, terá que adquirir ou locar o equipamento para isso, dependendo da operadora.

Esse é mais um custo que precisa ser bem definido para que você não tenha surpresas. Além disso, na maioria dos estados brasileiros, você terá que trabalhar com a nota fiscal eletrônica, o que trará mais custos de sistema, ativação e manutenção.

Avalie o capital de giro necessário

outro dos famosos custos ocultos de uma franquia diz respeito ao capital de giro necessário para manter o negócio. Todo negócio exige um prazo de maturação e suas despesas iniciais não serão imediatamente cobertas pelo negócio. Por isso é necessário avaliar bem o capital de giro que será necessário para manter a operação.

Em tempos de inflação e juros estratosféricos como os que estamos vivendo, é necessário calcular muito bem o custo do dinheiro, caso contrário, o banco se tornará sócio majoritário do seu negócio e você trabalhará apenas para pagar juros.

Formação do estoque inicial

O modelo de franchising brasileiro é baseado, na maioria dos casos, na venda de produtos, onde os franqueadores atuam como atacadistas e os franqueados como meras revendas de seus produtos, e em muitas vezes, em um ambiente bastante competitivo, pois não existe exclusividade.

Nesse modelo, o franqueado recebe uma taxa sobre o valor das mercadorias que você compra dele, e em muitas franquias, você é obrigado a comprar um valor X por mês, independentemente de estar vendendo ou não. Verifique muito bem a margem de lucro que você terá em cada venda e o grau de competição que você irá encontrar.

Capacitação de pessoal

Na maioria dos casos, o treinamento de pessoal está, ou pelo menos deveria estar incluído na taxa de franquia, mas despesas acessórias como viagem para o treinamento, hospedagem e refeições não estão incluída, portanto, calcule isso também.

Além do treinamento focado na atividade fim do negócio, por vezes você também precisará investir em treinamentos acessórios como cursos de capacitação nas áreas de informática e outras.

    Leia também o artigo Armadilhas na Contratação de Uma Franquia

Manutenção e atualização da loja

Em alguns casos, as franquias exigem qua ao final dede cada período de contrato, a loja passe por um processo de revitalização e adequação da identidade visual da franquia. Essa obrigação contratual gera praticamente um novo “custo de instalação”, e por isso, você deve ficar atento a esse ponto também.

Verifique também a existência ou não de taxas adicionais de propaganda e marketing, geralmente cobradas para reformulação de vitrines e material de divulgação, principalmente quando há uma mudança no foco das ações de marketing, como nos datas comemorativas.

Tributos e taxas

Outro custo que pode estar oculto no processo de aquisição ou análise de uma franquia são os impostos que incidem sobre as transações. O sistema tributário brasileiro, além de idiota é cruel para o empreendedor e se a sua empresa sair da faixa de tributação do Simples, o negócio fica praticamente inviável.

Se a receita da empresa ultrapassar o valor de R$ 3,6 milhões por ano, a carga tributária é tão grande que simplesmente não vale a pena continuar com o negócio. É a fórmula comunista de impedir o crescimento de uma nação e condená-la a obsolescência industrial, nos moldes de Cuba.

Sua remuneração

É claro que a sua remuneração é importante, e também precisa ser muito bem avaliada. Para que o negócio dê certo, é importante que você esteja a frente do negócio, e isso terá um custo para você, já que outras atividades que podem lhe trazer alguma renda deverão ser interrompidas.

Por isso, avalia muito bem se o valor que você estabeleceu como seu pro labore é suficiente para garantir a manutenção do seu padrão de vida no padrão que você deseja. Se isso não estiver bem azeitado, lá pelas tantas o caixa da empresa é que será chamado para cobrir esse déficit, e ai, a coisa fica bem difícil de ser administrada.

Agora que você já tem um bom número de alertas sobre quais os custos ocultos de uma franquia, revise sua análise antes de fechar qualquer negócio. Para se manter atualizado sobre franquias e outras ideias de negócios, assine nosso Boletim Informativo.

Rating: 5.0. From 1 vote.
Please wait...

DEIXE UMA RESPOSTA