Apesar de todos os problemas causados pela crise econômica brasileira, abrir um negócio de luxo pode ser uma boa alternativa de negócio, mas é preciso ter cuidado e observar algumas dicas e macetes para quem deseja investir neste segmento.

Dicas para abrir um negócio de luxo

Apesar de toda a crise que se abate sobre o país, abrir um negócio de luxo pode ser uma boa alternativa para os novos empreendedores. Um mercado seletivo e menos sensível às oscilações da economia cria um bom ambiente para novos negócios.

Segundo Claudio Diniz, autor do livro O Mercado do Luxo no Brasil, O segmento ainda é bastante embrionário por aqui, o que cria ótimas oportunidades no setor.

As vantagens de abrir um negócio de luxo são inúmeras. Para Silvio Passarelli, diretor do MBA em Gestão do Luxo da FAAP, os mercados de tem a ver com novos negócios, porque trabalham com quantidades pequenas, exclusividade e oferta limitada.

Ótimo. A ideia é boa, mas o segmento de luxo também tem seus macetes e cuidados. Portanto, vejamos algumas dicas dadas pelos consultores do setor.

Antes de abrir um negócio de luxo conheça bem o seu mercado

A experiência do empreendedor pode fazer a diferença em qualquer tipo de negócio. Entretanto, para atuar no mercado de luxo, Passarelli explica que não basta conhecer bem o produto que está oferecendo.

Segundo ele, o empreendedor precisa conhecer o setor, o universo e não apenas o produto. Para entrar no mundo da oferta de um produto altamente qualificado é preciso viver um pouco desse mundo. Portanto, pesquise bem o mercado para saber se está no caminho certo.

Investir em capacitação de pessoal é essencial no mercado de luxo

Como abrir um negócio de luxoAs pessoas são a base de qualquer empreendimento e o primeiro contato de um cliente pode ser crucial para uma boa ou má impressão.

Diniz afirma que o treinamento e a profissionalização dos funcionários são importantes. Uma equipe pouco preparada pode arruinar até mesmo um excelente trabalho em branding.

Ao oferecer um produto ou serviço diferenciado, o cliente chega com expectativas altas em relação à empresa. Por isso, o investimento na equipe de funcionários não pode ser deixado de lado.

O Brasil está na moda

Setores como gastronomia, moda e acessórios de moda são algumas áreas em alta para o mercado de luxo. Passarelli explica que no caso das joias, por exemplo, empreendedores brasileiros são beneficiados por terem acesso à maioria das matérias-primas para a produção.

Diniz afirma que marcas brasileiras como a Osklen e H.Stern são dois exemplos e referências no segmento e que aproveitam bem elementos do país, o que facilita uma possível expansão internacional.

Faça uma boa pesquisa sobre o público-alvo que quer atingir

O perfil do público-alvo pode ser crucial na hora de planejar estrategicamente o negócio. “Somos o único mercado que vende luxo a prazo”, afirma Diniz. Por isso, antes de apostar neste segmento, o empresário precisa entender para quem está vendendo.

Para Passarelli, um dos principais gargalos desse mercado é compreender o universo de valores e o comportamento dos clientes em potenciais. O fato é que para abrir um negócio de luxo você precisa antes de tudo saber exatamente quais são as preferências do mercado.

Abris um negócio de luxo tem muitas vantagens, mas você deve levar em consideração também a questão do capital inicial, que pode ser bastante elevado.

Mantenha-se informado sobre essa e outras ideias para montar seu negócio próprio, assinando nosso Boletim Informativo.

No votes yet.
Please wait...

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu gostaria de informações mais clara,sobre o empreendimento no mercado de negócios de luxo.
    Obrigada

  2. CARACA MEUS AMIGOS, FALHEI FEIO, OU MELHOR, ESQUECI COMPLETAMENTE DE CONSIDERAR MEU TRABALHO NO FORMATO APOSTILA!
    VOU SIM, VOU DEVERDADE PENSAR CONSISTENTEMENTE NISTO, POIS DESTA FORME, MANEIRA, NÃO DEPENDEREI DOS OUTROS PARA SEGUIR MEU CAMINHO, DIGO, QUE ACREDITEM E DEEM, ESTEJAM DISPOSTOS A AJUDAR-ME.
    VALEU MESMO!!!!!

  3. Gostaria de saber se existe alguma base (exemplo como de carros) onde possamos verificar quais marcas/preços são de luxo? Pois dada a alta carga tributária de nosso país, marcas como lacoste podem ser consideradas de luxo aos padrões classe C (em ascenção) ou devemos considerar a marca lá fora, como ela e vista e prestigiada?

  4. Gostaria que tivesse dicas mais específicas de serviços e mercados proeminentes e de possível ascensão. Se for possível expôr seria de grande valia!
    Obrigada!

DEIXE UMA RESPOSTA